Divulgação informativa e cultural da Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco - Vila Real

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Azul

Azul
Estava uma manhã estranhamente escaldante.
O ar estava abafado ao ponto de as moscas andarem cambaleantes pelos ares. O mar, esse, estava encolhido em maré vaza. Mas, mesmo assim, mostrava a sua fúria encrespando-se como um gato assustado. Sendo seis horas da manhã, seria de esperar que a praia estivesse deserta, mas famílias madrugadoras já marcavam território que nem cães. O mar estava azul. Só azul. Nem verde-mar, nem púrpura, apenas azul. E certos iluminados decidiram então aproveitar-se dele para se empoleirarem, tais galos, nuns ridículos paus de madeira. Eram seis os que pensavam desafiá-lo, e, de entre os seis, três o nobre mar quis levar. Um foi engolido pelas profundas trevas, outro quebrado pelas rochas, e ao outro ninguém chegou sequer a cheirar-lhe o corpo.
E o mar…
azul…
chamou-os…

Sérgio Sequeira. nº26, 7ºC
Texto produzido hoje, na aula de L.P.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Concurso de pinturas faciais

Os alunos de artes da ES/3CCB realizaram a actividade de pinturas faciais, reproduzindo quadros de pintores célebres, para o Concurso promovido pela Mediateca e pelo Departamento de Expressões. Às 11.35,  iniciou-se o desfile. A actividade terminou com a entrega de prémios aos seguintes laureados:


                                                  1º - Filipa (11º) e Armindo (12º) 
                                                     2º -  Ana Catarina e Júlio (11ºG)

                                                  
                                                     3º Vasco (10ºG)

                                                     4º Beatriz Parente (11ºG)

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Um dom no 7ºC

Eu sempre quis voar, foi um sonho que eu sempre tive.

Um dia eu estava a passar de bicicleta numa ponte e um carro passou por mim em sentido contrário. Fiquei atrapalhada e caí da bicicleta. Quando me ia levantar, reparei que não estava no chão, estava no ar, a voar! Eu tinha um dom, e estava muito contente. Pensei logo em sobrevoar os Alpes suíços a caminho de Portugal, pensei logo em voar por cima de França e passar algum tempo em Paris. Pensei em muitos sítios onde podia ir.
Num domingo, decidi começar a minha viagem. Quando estava a preparar as minhas coisas, acordei. Tudo não passou de um sonho! Sonhei muitas vezes com voar, e acordava sempre antes da minha viagem começar. Um dia vi um cão a cacarejar. Pensei que estava a sonhar, por isso saltei antes de acordar. Enganei-me, estava bem acordada, e parti o meu braço direito.
Apesar de tudo, um dia vou voar, pode ser de pára-quedas, pode ser de balão de ar quente, mas vou concretizar o meu grande sonho.

Margarida Cosme,  nº18



O meu dom é desenhar. Adoro!

Gosto muito de desenhar e desenhar não é colorir, porque eu odeio colorir!
Se pudesse passar o dia a desenhar era isso que eu faria.
Quase em todas as aulas faço um rabisco ou outro mas nunca uma coisa muito grande.
Para desenhar não se precisa de muito, só de um lápis, uma borracha e uma folha qualquer.
Muita gente depois de acabar de desenhar diz:
- Está feio… Não presta…Está uma porcaria!
Mas uma vez uma pessoa disse-me que nenhum desenho está feio. Todos estão originais e é isso que lhes dá aquele ar único.
Foi por isso que continuei a insistir nos meus desenhos e nunca os critiquei por mais estranhos que estivessem.
Por isso, se querem desenhar, insistam e não desistam.

Maria Gouveia, nº20



Olá, eu sou a Mafalda e gostaria de ter um dom. Este deveria ser completo, não fazer bem a umas coisas e mal a outras. Gostaria de poder salvar a humanidade.

Hoje em dia a maior parte das pessoas só pensa nelas e não nos outros.
Eu gostaria de poder ajudar os outros em ver o que é melhor para todos.
Poder salvar a humanidade acho que é o sonho de qualquer pessoa que pense no bem e não no mal que pode fazer aos outros.
Temos muitas pessoas no Mundo a precisar de ajuda, como por exemplo as crianças de África que passam dias e dias sem verem uma migalha de alimentos e muitas delas acabam mesmo por falecer.
Protegermos o nosso ambiente é bom para todos para isso só temos de reduzir, reutilizar e reciclar, são três coisas muito básicas que toda a gente deve fazer.
Ter o dom de salvar a humanidade era óptimo pois não tínhamos que nos preocupar em fazer o que esta certo, pois a nossa mente já nos encaminhava para isso.
Espero que este texto vos tenha encaminhado o bem, também para fazer com que todos sejamos felizes.

Mafalda Seixas, nº16, 7ºC