Divulgação informativa e cultural da Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco - Vila Real

domingo, 30 de junho de 2013

João Costa interpreta Mário Cláudio

Pelo quarto ano ano consecutivo a ACARF e a Junta de Freguesia de Forjães deram corpo a uma iniciativa cultural louvável que, não sendo mediática, tem acolhido um vasto público, proporcionando um carinho especial aos escritores convidados. Desde o ano de 2010, estiveram presentes os escritores Pepetela, Inês Pedrosa, Manuel Alegre e Mário Cláudio. Para além de estabelecerem um diálogo interessante com o público, têm deixado a marca da sua mão, posteriormente eternizada em bronze.
No dia 29 de junho, no início da "conversa com", Mário Cláudio foi surpreendido com a interpretação de "Echinus esculentus", poema publicado no segundo número do Boletim Cultural da Escola Secundária Camilo Castelo Branco,  por João P. V. Costa.  Em conversa com o escritor, ficou a possibilidade de uma próxima colaboração. Entretanto, João Costa ofereceu-lhe os últimos números do Boletim Cultural.

Mário Cláudio e a recordação da "Camilo", através de alguns números da revista anual da escola.
( foto de João Costa)
Momento da preparação da mão escrevente em gesso. ( foto de João Costa)

O músico e o romancista. (foto de José Henrique Brito)


( foto de Luís Pedro Ribeiro)


João Costa na interpretação de Echinus esculentus. ( foto de Luís Pedro Ribeiro)

N.B. Em tempo oportuno, será publicada a entrevista a Mário Cláudio, realizada pelo jornal " O Forjanense".

segunda-feira, 17 de junho de 2013

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Feira Franca

Banca da "Flora de Brincadeiras" na Feira Franca, em Vila Real, 2 de junho de 2013.

quarta-feira, 5 de junho de 2013

terça-feira, 4 de junho de 2013

DIA DA NÃO VIOLÊNCIA NA ESCOLA SECUNDÁRIA CAMILO CASTELO BRA






No dia 31 de maio, decorreu, conforme tradição há alguns anos a esta parte, a comemoração do Dia da Não Violência na Escola, uma vez que no dia 1 de junho, sábado, não havia atividades letivas.
Esta atividade foi dinamizada pelos alunos das disciplinas de Português do sétimo ano de escolaridade e pelos alunos de Espanhol e de Francês.
Neste ano, optou-se por dar “Um abraço de graça e com graça” em todos os espaços escolares e envolvendo toda a comunidade educativa.
Houve sorrisos.
Houve abraços sentidos.
Houve abraços consentidos.
Houve apenas abraços…numa escola onde vivem os afetos. 

Elisabete Coelho e Elza Pinto