Divulgação informativa e cultural da Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco - Vila Real

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

otimista


Descreva-se como uma pessoa otimista ou pessimista.
Apresente o seu modo de viver o dia a dia e as razões que o levam a encarar a vida desse modo. Exemplifique o seu otimismo ou pessimismo com uma situação que tinha vivido ou observado.
Diga se vai continuar a ser otimista ou pessimista e justifique a sua previsão.


Eu sou otimista.
No meu dia-a-dia, eu fico satisfeito com o que eu faço: levantar-me sem frio, lavar os dentes e a cara, e depois tomar o pequeno-almoço e ir para a escola.
   Gosto de frequentar a escola, isto é, de ser aluno, e na escola gosto de aprender e jogar ping-pong com os meus colegas.
   Quando vejo aquelas pessoas que passam fome e não têm aonde dormir, e passam frio,  sinto-me feliz, pois eu tenho isso tudo.
   Vou continuar a ser otimista porque acredito no futuro.

Xiaxin, nº 24, 9ªB,PLNM (Português Língua Não Materna)

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

“O ressuscitar”

No mundo em que vivemos, é cada vez mais necessário “ressuscitar” a criança que há em nós.
Os adultos tornam-se conflituosos, tornam-se uns autênticos parasitas da sociedade, só querendo o seu próprio bem, não se interessando com mais ninguém. Põem-se sempre em primeiro lugar, tornam-se hipócritas. Agarram-se a bens materiais sem qualqur significado e interesse, em vez de se afeiçoarem ao afeto, ao carinho, à cumplicidade e à interajuda.                                                                 As crianças cada vez mais preferem videojogos, televisões, consolas e computadores. Se  calhar,  não têm a maior culpa. Os seus pais sim,  talvez por falta de tempo para lhes darem afeto, de fazerem jogos, de brincarem com os seus filhos na natureza. Esses brinquedos que lhes dão é como se fosse um pedido de desculpas por não estarem com eles, um pedido de desculpas que eu não acho correto, pois, quando se quer, consegue-se gerir o tempo, dando para tudo o que quisermos.
É por isso que é cada vez mais necessário “ressuscitar” a criança que mora em cada um de nós, levando a imaginação ao limite, incluindo o afeto e o carinho sempre presentes, deixando-nos de competições, divergências e também deixando de “ter o rei na barriga”.                                                                                                                                 
É necessário melhorar o mundo.
Silvana Guedes, 9ºF

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

O Mundo em que vivemos…

“ No mundo em que vivemos, é cada vez mais necessário “ressuscitar” a criança que mora em cada um de nós.” Todas as pessoas que vivem neste mundo possuem uma pequena porção de criança.
Neste tempo, toda a gente, no geral, não exprime o seu lado de criança, pois agora só pensam no trabalho, andam todos numa correria tremenda e principalmente pensam no materialismo.
Na minha opinião, os adultos têm um pouco de delito, pois agora em vez de ensinarem, brincarem com os seus filhos para crescerem mais saudáveis, é mais fácil darem brinquedos mecanizados do que fazer as suas próprias brincadeiras.
Hoje em dia são raras as crianças que se divertem como antigamente. Nos tempos de hoje só vemos televisão, jogamos playstation, consolas, telemóveis etc.…
O mundo evoluiu bastante em termos de tecnologia, pois é mais divertido andarem só com brinquedos mecanizados do que inventar as suas próprias brincadeiras.
Antigamente embelezávamos mais as nossas brincadeiras, agora nem isso podemos fazer porque, como o mundo evoluiu, os brinquedos já fazem tudo por nós.
Desde que evoluímos, só ligamos ao materialismo. Agora as pessoas não gostam de se divertir, simplesmente andam carrancudas. Um pouco de criança para todos nós dá saúde e faz crescer.
A palavra divertir não quer dizer que para nos divertirmos necessitamos de fazer asneiras, mas sim brincar com juízo e ter a capacidade de dizer não quando tudo está a dar para o torto e dizer sim quando é preciso.
Toda a gente tem o direito de se divertir nos momentos mais adequados.
Andreia Teixeira, nº3, 9º F

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

“Projeto Jovens Asas”


“Projeto Jovens Asas”
CAMILO CASTELO BRANCO APRENDE A VOAR

No passado dia 23 de Novembro, realizou-se, no auditório da Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco, uma sessão teórica integrada no “ Projeto Jovens Asas”, organizado pela Federação Portuguesa de Aeronáutica, por proposta do professor António Teles e do piloto do Aeroclube de Vila Real, Jorge Oliveira.
Esta ação teve como objetivo a divulgação dos desportos aeronáuticos integrados nesta Federação, nomeadamente o Voo à Vela, Rally Aéreo, Voo Acrobático, Balonismo, Ultraleves e Paramotor.
Perante um público constituído por alunos do 9º ao 11ºanos, o orador, engenheiro Carlos Trigo, vice-presidente da Federação Portuguesa de Aeronáutica, piloto desportivo e perito em Aeronáutica, cativou os presentes, expondo de uma forma lúdica e científica, todo o processo de voo de uma aeronave, as saídas profissionais na área da Aviação, bem como alguns aspetos ligados às diversas modalidades de Desportos Aeronáuticos.
Este projeto compreende ainda outra sessão de carácter prático, a realizar no Aeródromo de Vila Real, na qual se demonstrarão as diversas modalidades de voo e o sorteio de vinte batismos de voo para os alunos da Escola.

        (foto: António Teles)

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Manhã no Museu da Vila Velha


Na manhã do dia 20 de Novembro, a aula de Latim foi diferente: os alunos, acompanhados pela professora, foram ao Museu da Vila Velha ver a exposição "Serápis nos confins do Império: o complexo sagrado de Panóias". À hora marcada, o doutor João, Diretor do Museu, esperava por nós. Levou-nos, depois, por uma viagem no tempo, com início no antigo Egipto e finalizando no Santuário de Panóias, Monumento Nacional. A exposição está acompanhada de objetos fantásticos, cronologicamente datados, e provenientes das colecções dos Museus de Arqueologia e Numismática de Vila Real, do Museu Calouste Gulbenkian, o Museu Nacional de Arqueologia e do Museu D. Diogo de Sousa.
 A iconografia de Serápis (divindade adorada em Panóias), o culto prestado durante o Império Romano, mais especificamente, na Península Ibérica, a simbologia pré-romana e as interpretações do complexo sagrado foram os temas abordados na visita orientada.
A aula de exterior pretendeu sensibilizar-nos para a importância do reconhecimento das nossas origens e para a valorização de um nossos Monumentos Nacionais.
Saímos satisfeitos do Museu e esclarecidos quanto à importância do Santuário de Panóias, local a visitar no 2º período.

                                            O Dr. João Silva, a Patrícia P., a Patrícia G. e o Pedro

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Dia da Filosofia


CAMILO DEIXA MENSAGENS PARA AS GERAÇÕES FUTURAS


Este ano a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) convidou a população mundial a deixar uma mensagem ou um objeto para as gerações futuras numa cápsula do tempo que será aberta, na sede daquela instituição, em Paris, decorridos 50 anos.

A Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco, inspirada no desafio da UNESCO e entendendo que a melhor forma de celebrar a Filosofia é filosofando, decidiu construir um mural intitulado “DEIXE UMA MENSAGEM PARA AS GERAÇÕES FUTURAS”. Assim, a comunidade educativa foi convidada a construir este mural com pensamentos, citações, máximas de vida, poemas, desenhos, fotos e objetos. Posteriormente, todas as mensagens foram reunidas numa caixa que, depois de selada, foi guardada no cofre da escola. A caixa será aberta em 2022, na terceira quinta-feira do mês de novembro. E porquê  10 anos? Em primeiro lugar, porque a perspetiva de esperar 50 anos não agradou aos mais céticos em relação à longevidade humana; em segundo lugar, porque, na opinião dos organizadores, é o tempo suficiente para avaliar a atitude filosófica dos alunos, professores e funcionários do ano de 2012.

Fazendo um balanço da iniciativa “DEIXE UMA MENSAGEM PARA AS GERAÇÕES FUTURAS”, a organização considerou que esta contribuiu para a divulgação do Dia Mundial da Filosofia, espicaçando o espírito crítico de alunos, professores e funcionários da escola. As mensagens registadas no mural traduzem uma diversidade de pontos de vista. Nelas estão presentes o adolescente egocêntrico e apaixonado, o jovem irreverente e crítico, o adulto angustiado com o presente, o pessimista pela razão e o otimista pela vontade.

A escola congratula-se, também, pela colaboração à distância de ex-alunos que assumiram em pleno um sentimento de pertença à comunidade educativa, que nostalgicamente apelidam de Liceu.

E é já com “saudades do futuro” que se aguarda 2022. Até lá, leitor amigo!
 

UWE KIND DINAMIZA CONCERTO


UWE KIND DINAMIZA CONCERTO INTERATIVO

NA ESCOLA SECUNDÁRIA/3 CAMILO CASTELO BRANCO

No dia 5 de novembro, entre as 11.00 e as 12.30, decorreu no Auditório 1 da Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco um concerto interativo dinamizado pelo professor Uwe Kind.

Uwe Kind, tem-se dedicado a motivar alunos para a aprendizagem das línguas estrangeiras, nomeadamente o Alemão, Inglês e Espanhol, tendo realizado inúmeros concertos em diversas escolas por todo o mundo e publicado diversos livros, onde, através de música, ritmo e movimento, inspira os jovens para uma aprendizagem efetiva das línguas estrangeiras.

A Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco é uma das vinte e cinco escolas do país que aderiram ao projecto PEPA (Projeto Escolas-Piloto de Alemão), usufruindo, por essa razão, de um forte apoio do Instituto de Alemão, que tornou possível a realização deste evento. Esta oportunidade única de que os alunos desta escola tiveram o privilégio de usufruir constituiu um grande incentivo para a aprendizagem, no caso particular, da língua alemã.
 
 
Na mesma ocasião foi entregue, pelo professor Uwe Kind, o Prémio para a melhor aluna de Alemão da escola, relativo ao ano letivo 2011/ 2012, à aluna Melissa Varela que se encontra a frequentar, neste ano, o 11ºH. O prémio em causa foi oferecido pelo Goethe-Institut.

Atividades de S. Martinho


Dia 9 de novembro de 2012, festejou-se o S. Martinho na Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco, actividade constante do PAA da Mediateca e dos Departamentos de Línguas (manhã) e de Expressões (tarde).
          De manhã, cerca de uma centena de alunos e vários membros da comunidade produziram quadras e acrósticos alusivos ao S. Martinho (lenda e tradição) e comeram castanhas assadas quentinhas.
         À tarde, aproximadamente 100 alunos do 7º ao 10º anos e membros da comunidade realizaram jogos populares portugueses e “jeux traditionnels français”. Cada jogo contou com 3 a 4 eliminatórias.
        No final procedeu-se à entrega dos prémios individuais e colectivos, que a seguir se apresentam, e festejou-se também com castanhas assadas quentinhas.

 Corrida de sacos (La course en sac) :

  1º - Pedro Moutinho, 10ºA 
2º - António Ferrado, 10ºA
3º - Rúben Lapa, 7ºA.

 Jogo das pernas atadas (Jeu de jambes attachés), pares:

1º - Tiago Martins, 9º C, e Rui Nóbrega, 9º C
2º - Miguel Ramos, 10ºA, e Tiago Peixoto, 9º C
3º - Amandine e Bia, membros da comunidade.

Jogo da colher (La course à la cuillère) :

  1º - António Ferrado, 10ºA 
2º Sílvia Mendes, 10ºA 
3º- Daniela Fontinha, 8º E

 Jogo da corda (Jeu du tir à la corde), prémios coletivos  :

  1º - Turma C do 7º ano
2º - Turma B do 7º ano

A Equipa da Mediateca

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Corta Mato – 2012 Desporto Escolar



Alunos da ESCOLA SECUNDÁRIA/3 CAMILO CASTELO BRANCO conquistam lugares cimeiros a nível concelhio

Decorreu no dia 24 de outubro o Corta Mato – 2012 do Desporto Escolar, no Centro de Instrução e Treino da Fraga da Almotolia (CITOFA) do Regimento de Infantaria Nº 13. À semelhança das edições anteriores, o RI 13 disponibilizou-se prontamente no apoio à organização e desenvolvimento desta prova. Esta atividade desportiva, inserida no programa do Desporto Escolar, tinha como objetivos a formação integral e equilibrada dos alunos, a aquisição de hábitos de vida saudáveis, reduzindo a elevada taxa de sedentarismo dos jovens nacionais, a inclusão e integração social, contribuindo para combater o insucesso e o abandono escolar.
A iniciativa contou com um grande número de jovens alunos das escolas de Vila Real: ES3 Camilo Castelo Branco, AE Diogo Cão, AE Morgado de Mateus e ainda AS3 São Pedro.
A ES3 Camilo Castelo Branco obteve nos iniciados femininos e masculinos respectivamente os quarto e quinto lugares com os alunos Clara Lopes - 8º B e Fábio Cabral - 9º G. Nos juvenis femininos, as alunas Catarina Morais-11ºB, Verónica Kehel-10ºB, Maria João-11ºF, Patrícia Lopes-11ºA  e Cátia Marques-10ºA obtiveram, por ordem,  os primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto lugares. Nos juvenis masculinos, o aluno Daniel Lopes-11ºA conseguiu o quarto lugar. Finalmente, nos juniores masculinos, o aluno Francisco Carvalho - 10º E obteve o terceiro lugar.

A comunidade educativa congratula-se por mais este sucesso a nível desportivo.

Projeto FIAVAL


Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco

presente no encerramento do Projeto FIAVAL em Ciudad Rodrigo


A professora Ana Paula Fortuna participou, em representação da Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco, nos dias 25, 26 e 27 de outubro 2012, no encerramento do Projeto FIAVAL, em Ciudad Rodrigo, Espanha. O Projeto FIAVAL (Formação, Inovação e Aulas Virtuais na Aprendizagem de Línguas) que consistia na aproximação linguística entre Portugal e Espanha, através do alargamento do ensino das duas línguas, contou com a participação de 20 escolas de Portugal e outras 20 de Espanha.

No dia 25, os participantes portugueses foram recebidos calorosamente pelos seus congéneres espanhóis, tendo conjuntamente provado as iguarias da região.

No dia 27, decorreram os trabalhos, no Palacio de Los Águila, com a apresentação de todos os projetos das parcerias, tendo os responsáveis da DREN, DREC e Junta de Castilla y León considerado esta experiência como a mais profícua até hoje realizada pela quantidade e qualidade dos materiais produzidos. Salientaram igualmente a importância deste acontecimento na promoção do estreitamento dos laços ibéricos.

No dia 27 de manhã, realizou-se uma visita guiada a Ciudad Rodrigo, acolhida com agrado por todos os participantes que, desta maneira, alargaram o seu conhecimento cultural relativamente ao país vizinho.
 

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Professor da " Camilo" expõe " Flora de Brincadeiras" na UTAD


Foi hoje inaugurada a exposição "Flora de Brincadeiras", de João Pinto Vieira da Costa, professor da escola Secundária Camilo Castelo Branco. Esta mostra de artesanato e recolha de um património ligado aos brinquedos e brincadeiras, que recorre ao mundo vegetal, estará patente ao público no Complexo Pedagógico da UTAD até 10 de dezembro, tendo sido organizada pelo Ciclo Cultural da UTAD.
Está estruturada segundas temáticas de adornos e adereços,  armas e jogos, representações de animais, bonecos e bonecas, meios de locomoção, miniaturas de engenhos agrícolas e alfaias e mobiliário doméstico.Recentemente foi enriquecida com uma área de joalharia natural.

Tendo sido apresentada, pela primeira vez, na escola Secundária Camilo Castelo Branco, em 2006, já percorreu os seguintes locais e instituições: Parque Natural do Alvão (Vila Real e Mondim de Basto), Museu do Brinquedo, em Seia; Museu Cármen Miranda, Marco de Canaveses; Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira; Biblioteca Municipal de Penafiel; Biblioteca Municipal de Castelo de Paiva; Biblioteca Municipal de Vila Pouca de Aguiar; Museu do Ferro & da Região de Moncorvo; Centro de Memória de Torre de Moncorvo; Escola EB23 de Alpendorada; Associação Aradum - Alpendorada; Centro Cultural de Vimioso;Instituto Politécnico de Bragança - ESE;  Ronda das Adegas, Atenor; Quercus - Quinta da Gruta, Maia, e Centro Cultural de Vila Nova de Foz Côa.  Além disso, o autor já recebeu convites para expor no Brasil, Espanha e França.
Já no próximo mês de dezembro tem agendada uma exposição de presépios na livraria Traga-mundos, em Vila Real, onde poderá apreciar algumas das suas peças de um artesanato natural. 


quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Projeto Comenius 2012/2014

(Clicar na imagem para aumentar)

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Mestre Roberto Chichorro pelos alunos



Mestre Roberto Chichorro na E.S.C.C.B.

     No dia 12 de Outubro do corrente ano, viu-se assegurada a continuação da cooperação no projeto Douro Alliance e Plast&Cine com objectivos centrados no âmbito de promoção, circulação e exposição de trabalhos em homenagem ao artista plástico Roberto Chichorro cuja presença em diversas escolas de Trás- os- Montes e Alto Douro - por último na Escola Secundária de Camilo Castelo Branco, em Vila Real - muito tem honrado os convivas.
     Após ter estado nas cidades da Régua e Lamego, Quarta e Quinta-feira, dias 10 e 11, o fenómeno artístico marcou presença na Escola Secundária Camilo Castelo Branco em Vila Real onde o aguardavam diversas obras elaboradas pelos alunos, assim como outras actividades que integraram o percurso do artista no referido estabelecimento escolar.
     Na entrada da escola, por volta das 10:15, receberam-no entusiasticamente a Comissão Executiva da escola, os alunos e professores das disciplinas específicas do curso de Artes Visuais, bem como membros da comunicação social e outras personalidades pertencentes à organização dos eventos associados ao Douro Alliance e Plast&Cine.
     Durante a presença do ilustre convidado, houve lugar para festivas e interessantes intervenções musicais levadas a cabo pelos alunos, havendo, de imediato, lugar à apresentação formal do artista e ao merecido discurso de boas-vindas - pela voz da Diretora da escola, Dra. Fátima Duro - um discurso expressivo de gratidão e honra que a comunidade escolar sentiu com a estada do mestre na instituição.
      Mestre Chichorro circulou pelo estabelecimento de ensino e observou, com relevante interesse e curiosidade, todos os trabalhos artísticos realizados pelos alunos, um por um, cautelosamente, elaborando uma apreciação simples mas expressiva e pedagógica, facto que causou impacto em todos os presentes. Os alunos mostraram-se notoriamente satisfeitos com a figura tão falada e estudada nas três semanas de trabalho anteriores à visita de tão ilustre convidado por se revelar de uma simpatia e acessibilidade fora do comum para alguém cujo trabalho e importância no mundo das artes plásticas é de tão grande relevância.
     A presença de Mestre Chichorro terminou por volta das 12:00, tendo deixado, contudo, marcas eternas por se ter revelado de extrema importância para o percurso dos aspirantes a artistas, pois estes viram-se desafiados a “entranhar-se” na pele do Mestre para que fossem realizados os trabalhos propostos pelos professores: uma visão pessoal de cada um dos seus trabalhos numa reinvenção artística desafiadora e sempre criativa.
     Apesar de nas obras deste artista as temáticas, a figuração e o uso da cor serem, de certa forma, repetitivos, daí resulta, contudo, a marca distintiva por evidenciarem o estilo inconfundível do autor, a sua forma de expressão, a assinatura que só ele, o Mestre Chichorro, pode e consegue dar às suas obras.
     Em suma, a presença deste artista na Escola Secundária de Camilo Castelo Branco e, em particular, nos alunos do curso de Artes Visuais, foi de grande préstimo para o amadurecimento no que toca à capacidade de interpretação e intervenção obra/observador/comunicação com o artista (autor).

Luís Silva nº 7
Nuno Silva nº 11
Tiago Chaves nº 15
11ºF

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Roberto Chichorro na Camilo

A espera do mestre Roberto Chichorro


O agradecimento pelo acolhimento.

A cobertura do evento pela gentileza do Porto Canal (Entrevista aos jovens artistas, na imagem.).


As palavras no auditório.

Um público deveras interessado.


As uvas na arte do pintor

Para o Mestre, a música.

 música
música

os artistas

a retribuição pelo agradável momento

um toque de doçura na simpatia de Roberto Chichorro

a volumetria na obra do Mestre pelos artistas da Camilo

realizações dos pequenos artistas inspiradas na obra do pintor

a arte vem de cima, da simplicidade

arte com arte se paga

encenação de momentos de infância - uma delícia que não deixou o artista indiferente,


daí o seu aplauso

apesar da hora adiantada para o almoço, muitos quiseram despedir-se de Roberto Chichorro com este registo.


Em nome do Mestre Roberto Chichorro, deixo aqui um seu pedido enviado posteriormente, a propósito da reportagem fotográfica que lhe fiz, na sua visita pela escola:

"É uma recordação que me ficará para o resto da vida, tal como ficará também a visita à escola CCB de Vila Real e a magnífica recepção de que fui alvo. Quando tiver oportunidade, peço-lhe que transmita em meu nome, a professores e alunos, um agradecimento muito especial pelos momentos que me proporcionaram na escola e na cidade".

Nós é que lhe agradecemos, Mestre.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Daniel Lopes - medalha de Ouro no Olympic Hopes


Aluno da Escola Secundária Camilo Castelo Branco
toca o ouro duas vezes no Olympic Hopes

Daniel Lopes, aluno do 11ºano da Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco, obteve, na prova da União Internacional de Pentatlo Moderno, em Bystrice, República Checa, entre 11 e 14 de outubro, duas medalhas de ouro (uma na prova individual e outra em equipas). O jovem e promissor atleta, que tem vindo a destacar-se nesta modalidade, enfrentará doravante um duro programa de preparação para os Jogos Olímpicos da Juventude.
A comunidade educativa a que pertence presta-lhe a sua homenagem por todo o trabalho desenvolvido e sucesso alcançado, disponibilizando-lhe todo o apoio na difícil, mas auspiciosa, caminhada que terá de efetuar, conciliando o seu estatuto de atleta de alta competição com os estudos que, em momento algum, poderá descurar.

Daniel Lopes, ao centro.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

domingo, 7 de outubro de 2012

Da minha janela

Da minha janela eu observo, diretamente, uma paisagem muito bonita e colorida. Consigo ver as altas montanhas da serra do Marão. Consigo observar a larga quantidade de árvores e plantas. Nas férias gosto de observar, da minha janela, o pôr-do-sol.
Uma das coisas que eu mais gosto na paisagem que observo é a grande quantidade de folhas coloridas que caem ao chão no outono. Também vejo um grande e alto muro coberto de musgo verdinho. Posso ainda observar vivendas, prédios, o hospital e, às terças e sextas-feiras, observo ainda toda a azáfama da feira do Levante.
Todos os dias ouço a sirene das ambulâncias a caminho do hospital.
É uma paisagem muito colorida e ao longo do ano varia entre o verde, o laranja e o vermelho.
Adoro a paisagem que vejo da minha janela !!!

Maria Inês Monteiro Abreu, 7ºC, Nº19 

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

DIA DO DIPLOMA NA ESCOLA SECUNDÁRIA/3 CAMILO CASTELO BRANCO


No passado dia 28 de setembro decorreu na Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco a cerimónia de entrega dos diplomas aos alunos finalistas de 12ºano.
            O evento teve início com a atuação dos alunos de Artes, Catarina Fonseca, Clara Rocha, Margarida Olo, Micael Bacelar e Tiago Chaves, acompanhados pelo Arquiteto Ricardo Santelmo, professor da escola. O grupo deu voz a alguns êxitos da música internacional.
            Seguidamente, tomou a palavra a Diretora da Escola, Drª Fátima Manuela Rodrigues, que agradeceu a toda a Comunidade Educativa o empenho e a dedicação com que acompanhou o desenvolvimento de mais este grupo de jovens finalistas que atingiu de forma muito significativa os seus objetivos. Num discurso comovido, a Diretora enalteceu os jovens que ora partem da escola que sempre será sua, dirigindo-lhes o poema de Miguel Torga “Recomeça”.
            Saliente-se que dos 154 alunos que se candidataram, foram colocados 141, 76 dos quais na primeira opção. Relativamente aos cursos mais requisitados, nomeadamente o de Medicina, seis alunos da escola obtiveram colocação, tendo um deles, Pedro Miguel Almeida Baptista, ficado entre os seis primeiros a nível nacional, com a média de candidatura de 19,6.
              Procedeu-se, posteriormente, à entrega dos diplomas pelos Diretores de Turma, num ambiente de júbilo pelo sucesso alcançado.
              Em clima de festa, a cerimónia encerrou com nova atuação do grupo de alunos e professor, que entoou de forma brilhante a canção dos Beatles “Hey Jude”, acompanhados por todos os presentes.

SEMANA EUROPEIA DA MOBILIDADE


Alunos da E. S./3 Camilo Castelo Branco fazem parar o trânsito em prol de uma condução segura e amiga do ambiente


No dia 21 de Setembro, os alunos do Curso Profissional de Técnico de Turismo Ambiental e Rural da Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco participaram com empenho numa atividade organizada pelos Engenheiros Adriano Sousa e Joaquim Magalhães da Câmara Municipal de Vila Real, no âmbito das comemorações da Semana Europeia da Mobilidade.
Os alunos prepararam folhetos informativos, sob a orientação das professoras Margarida Soares, Marília Martins e Isabel Machado.
A iniciativa contou ainda com a sempre prestimosa colaboração dos agentes da Escola Segura.
           Alunos, professoras e agentes, em parceria, envergaram os coletes e abordaram os condutores, distribuindo folhetos informativos quer realizados pelos alunos, quer da responsabilidade da Escola Segura, alertando-os para a necessidade de uma condução mais segura e mais amiga do ambiente.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

domingo, 16 de setembro de 2012

Quadro de valor e excelência

Realizou-se, na passada 6ª feira, pelas 16h e 30 m, a cerimónia de entrega do prémio de excelência e valor atribuído por esta escola, relativo ao ano letivo de 2011-2012. Estão de parabéns todos os congratulados, ficando uma palavra de incentivo para todos os restantes alunos da escola, no caminho da excelência.
Aqui ficam os premiados  presentes na cerimónia:

Alunas do 7ºB acompanhadas pela Diretora de Turma.

Galardoados do 7ºC e seu Diretor de Turma.

Diretora de Turma do7ºD e alunos premiados.

7ºE e Diretora de Turma.
8ºA e Diretora de Turma.

8ºB e professor acompanhante.
8ºC e Diretora de Turma.

8ºD e Diretora de Turma.
8ºE e Diretora de Turma.
8ºF e Diretora de Turma.
9ºA e Diretora de Turma.

9ºB e Diretora de Turma.

9ºC e a professora acompanhante.

9ºD e Diretora de Turma.

9ºE e o Diretor de Turma.

9ºF e professores acompanhantes.

10º A e professora acompanhante.

10ºB e Diretora de Turma.

10ºD e Diretor de Turma.

10ºE e Diretor de Turma.

10ºF e Diretora de Turma.

10ºH e Diretora de Turma.

11ºB e Diretora de Turma.


11ºC e Diretora de Turma.


11ºF e Diretora de Turma.
11ºG e Diretor de Turma.
A numerosa assistência composta por alunos e familiares.