Divulgação informativa e cultural da Escola Secundária/3 Camilo Castelo Branco - Vila Real

terça-feira, 31 de maio de 2011

Oferta Formativa 2011-2012

( Clique na imagem para aumentar)

Oferta Formativa - Profissionais - 2011-2012







Componentes de Formação


Oferta Formativa - CEF - 2011 / 2012




Conferência "Cidade do Douro"

( Clique na imagem para aumentar)

Cartaz por Álvaro Pinto

sábado, 28 de maio de 2011

Espectáculo no IPJ

Realizou-se no dia 25 de Maio, pelas 21.00 horas, uma apresentação pública dos trabalhos integrados no Projecto de Promoção e Educação para a Saúde.
O Auditório do IPJ serviu de palco a um grupo de alunos do 12ºC que divulgou o seu trabalho de Área de Projecto sobre o "Doping Intelectual," à turma do 7ºB que apresentou a peça de teatro "Crescer com o avô", à turma do 9ºC que divulgou um filme também apresentado no Fórum da Cidadania de 2001, e à turma do 7º A que apresentou um momento de música e dança.
Todos os intervenientes (alunos, professores e pais) estão de parabéns pelo trabalho desenvolvido.



Pormenor do público.

Apresentação do trabalho " Doping Intelectual" pelos alunos do 12ºC.
.Correu bem ?
Alunos do 9ºC na apresentação do seu filme.

"Crescer com o avô" pelos alunos do 7ºB.




Aqui vai uma história...

A colaboração dos pais.

Depois da brilhante actuação, o merecido descanso e...



a surpresa musical de Martim ( bateria) e Guilherme ( clarinete).

7ºA na apresentação do seu trabalho.


7ºA na música e dança.



Os agradecimentos.

e as despedidas.










Texto e fotos: João Costa

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Fórum - Os Jovens, a saúde e a cidadania




video



Trabalho do 9ºC apresentado no Teatro de Vila Real, no dia 25 de Maio, durante o Fórum "Os Jovens, a Saúde e a Cidadania", no âmbito do Projecto de Promoção e Educação para a Saúde.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

A SEIVA DE UM POETA





A seiva de um poeta
são os versos…
A música
a dança
o humanismo
o silêncio
a solidão
e o abismo…

Nem um passo à retaguarda!


António Fortuna
13-5-2011


terça-feira, 24 de maio de 2011

À conversa com o Historiador Padre João Parente




No dia 25 de Maio, o Padre João Parente vem à escola para falar do seu trabalho de investigador e arqueólogo. Além de ser sobejamente conhecido pela fabulosa colecção de numismática que reuniu ao longo dos anos e que doou ao Museu de Numismática da nossa cidade (cerca de 40 mil moedas do período grego, cartaginês, romano e visigótico), pela recuperação arqueológica da Torre de Quintela e pelo levantamento histórico dos cruzeiros da nossa região, o Padre João Parente virá falar ainda do seu mais recente trabalho ligado à história dos forais medievais (ainda não publicado). E, certamente, nos irá entreter com as suas histórias e anedotas. A não perder ... "


Professores

Hugo e Brízida

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Comemoração do Dia Escolar da Luta Contra o Cancro

Um grupo de alunas (Ana Rodrigues, Ana Nóbrega, Ana Silva e Raquel Moura) de Área de Projecto do 12º ano da turma B da Escola Secundária Camilo Castelo Branco desenvolveu o projecto: “Cancro: a doença do século XXI”.
Este subtema foi escolhido deliberadamente pelo grupo pelo facto de, por um lado, as doenças cancerígenas afectarem cada vez mais pessoas e, por outro, por estas poderem prevenir-se e, o seu desenvolvimento, poder ser retardado. Deste modo, o principal objectivo do nosso projecto foi a sensibilização para a prevenção e para o rastreamento.
Para atingir este objectivo, o grupo decidiu organizar o “Dia da Prevenção do Cancro na Escola Secundária Camilo Castelo Branco” a 27 de Abril p.p..
Este evento contou com a presença:
- do Prof. Dr. Rui Travasso – licenciado em Física na Universidade de Porto, doutorado em Física e Astronomia na Universidade de Manchester e em Química e Engenharia na Universidade de Pittsburgh;
- da Drª Sandra Silva – licenciada em Biotecnologia em Coimbra e estudante de mestrado em Genética Molecular Comparativa e Tecnológica na UTAD;
- da Enfermeira Tânia Lopes;
- do médico oncologista Dr. Hernâni Silva do Instituto de Oncologia do Porto;
- do Enfermeiro Jóni Madureira;
- de uma testemunha oncológica, a D. Noémia Fernandes;
- da D. Lurdes, Coordenadora da Associação “Laços p’ra Vida”;
- da Enfermeira Vanessa Monteiro.
Este projecto foi desenvolvido em parceria com o PES (Projecto de Educação para a Saúde)
Durante este dia foram explicados os sinais de alerta e de prevenção a algumas turmas da escola pela Enfermeira Vanessa Monteiro.

Da parte de manhã, decorreu uma palestra proferida pelo Prof. Dr. Rui Travasso e pela Drª. Sandra Silva. Da parte da tarde, decorreu uma outra palestra proferida pela Enfermeira Tânia Lopes, pelo médico oncologista Hernâni Silva, pela D. Noémia Fernandes, pelo Enfermeiro Jóni Madureira e pela D. Lurdes Amaral.

Nestas palestras foram abordados aspectos como o desenvolvimento de tumores e a aplicação da Física no desenvolvimento de modelos computacionais para o tratamento bem como foi abordada a importância de uma alimentação correcta de modo a minimizar o consumo de substâncias cancerígenas. Pelo facto de o cancro ser uma doença acarreta consequências não só físicas como emocionais, no período da tarde abordaram-se os problemas relacionados com a prevenção, diagnósticos, rastreios bem como a importância do voluntariado no acompanhamento aos doentes oncológicos.
Durante todo o dia esteve disponível a banca “Vamos prevenir o Cancro!” na qual estiveram disponíveis alimentos associados à prevenção bem como informação relativa a esta doença.
“A realização do projecto foi, para nós, gratificante pois crescemos como pessoas pelo conhecimento desta doença e pelo contacto com pessoas tão prestigiadas que nos alertaram e sensibilizaram para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce desta doença que cada vez mata mais pessoas em todo o mundo, sendo a segunda causa de morte em Portugal.

Apesar de todo o trabalho e tempo que a disciplina de Área de Projecto obriga a dispor num ano decisivo da nossa vida, reconhecemos a importância da mesma pois sem ela não seria possível a realização deste evento que superou todas as expectativas.”


Ana Sofia, Ana Cláudia, Ana João, Raquel Silva

Professora Celeste Ribeiro



O grupo de alunas e o Dr. Rui Travassos.


Imagem: João Costa

À luz do amor

A minha rua era grande, daí chamar-se rua Grande.

Era larga e comprida , cheia de gente, sempre a passar,
de rodinhas de crianças, de laços na cabeça, e de meias brancas de renda, feitas à luz do amor das avós, de mãos de pele enrugada, em olhares de meiguice e ternura, letra de poema, esquecido no tempo dos outros,
de bibes de todas as cores, alegrando os ares com as nossas vozes infantis, ingénuas, felizes, na música dos dias de sol a espreitar pelas folhas das árvores, frondosas, encantadas do pipilar dos passarinhos, deslizantes no milagre e na sedução da melodia,… ao fundo, em frente à igreja,
de pauzinhos de cerejas, em flores vermelhas, brancas, carnudas e sumarentas de sabores e formas, redondas, macias, escorregadias, em sonhos engalanadas, cinco coroas vendidas, âncora de todas as minhas lembranças,
de contos, sagrados, ditos em tom de magia, ouvidos, sentidos! saboreados nos olhos abertos, sedentos de mistério e de maravilha, ao sol de inverno, na varanda, à espera, ou nas escaleiras, velhas e atrapalhadas, aos tropeções com as vidas, em laços de borbotos, de teias enxertadas, em falas de poesia de teares abandonados
A. Andrés, em casa de meus pais



quinta-feira, 19 de maio de 2011

Direitos Humanos /Contrastes de Desenvolvimento



A actividade de articulação “Direitos Humanos / Contrastes de desenvolvimento” , coordenada pela docente Lurdes Lúcio, divulga alguns resultados do trabalho desenvolvido no 2º período, pela turma C, 9º ano, na disciplina de Geografia e pelos formandos do Curso EFA B3, no Núcleo Gerador Direitos e Deveres, em Cidadania e Profissionalidade, de resto em articulação com o Projecto Português Para Todos e a Mediateca.
Deixa transparecer diferentes sensibilidades, por alunos de níveis de escolaridade e oferta formativa diferentes, grupos etários e experiências de vida muito diversificados, associados a nacionalidades diversas. Acalenta a Educação para o exercício da cidadania, o desenvolvimento de actividades de interdisciplinaridade e a articulação de saberes e de competências; valoriza a integração das vivências, experiências, conhecimentos e interesses dos alunos/formandos no processo de aprendizagem; permitiu ainda a aplicação de técnicas específicas de Geografia. No clímax pretende deixar um testemunho de apreço, de colaboração, às iniciativas de apoio à defesa dos Direitos das Mulheres Afegãs.



A colaboração dos formandos e professoras Ana Ferreira e Esmeralda Ferreira, do Projeto Português Para Todos enriqueceu a abordagem de uma das questões: visão comparativa dos Direitos das Mulheres no Afeganistão e em Portugal, suportada nas diferentes experiências de vida e diversas nacionalidades dos intervenientes.
A disponibilidade da Mediateca em receber a iniciativa permitiu alargar a participação de mais alunos no “fórum” e consequentemente enriquecer a actividade, com partilha de experiências e de opiniões.
Reconhecemos com agrado o apoio da coordenadora dos Cursos EFA e de todos os que connosco colaboraram.
Importa referir que ao fim do primeiro dia de divulgação, à comunidade escolar, da iniciativa recebemos cerca de cento e cinquenta mensagens, de alunos de diferentes níveis de escolaridade, criticando a violação dos direitos das mulheres afegãs, de apoio, com sugestões de ajuda às mesmas mulheres, o que reflete a sensibilidade dos discentes, a capacidade crítica e as competências de comunicação, sociais e de cidadania.
Sabemos que numa segunda etapa, um grupo de cidadãos entusiastas vai dar continuidade a esta iniciativa, vai associar-se à Exposição Internacional World Press Photo 2011, em Lisboa, através do Comissário da Organização, Paul Museler, para deixar um testemunho dos signatários, sobre a questão-vertente: violação dos Direitos Humanos e as mulheres afegãs. Estão já no terreno equipas de trabalho, que estão a recolher assinaturas, no sentido de se formalizar um singelo contributo, para apoio à Comunidade Internacional e à RAWA e desta forma tentar ajudar as mulheres afegãs na legitimação dos direitos humanos.

Obrigado a todos,


Docente Lurdes Lúcio, alunos do 9ºC e EFA B3


NOTA: Anexamos uma mensagem que prescreve alguns testemunhos das mulheres afegãs e sugestões / propostas de soluções para a violação dos seus direitos, integrante de um dos trabalhos realizados na Escola.

"Ouça-me, sinta a minha dor,

preciso partilhar o meu sofrimento"

Assinado por “Mulheres afegãs”.



PODERIAS SER TU, AJUDA-NOS A MUDAR A NOSSA VIDA


Mulheres afegãs são tratadas como um ser "sub-humano" que não tem direitos, não podem ter sorriso, voz ou pensamento.
Se algum homem estranho ouvir o riso de uma mulher, naquele país – Afeganistão - há o livre direito de agredir até à morte qualquer mulher, cujo riso foi ouvido.
Homens impõem as regras, mulheres submetidas à restrição e submissão.

Docente Lurdes Lúcio, Curso EFA B3 e Alunos do 9º ano Turma C

Vamos colaborar com a Comunidade Internacional, com a RAWA.
Vamos Ajudar a MULHER AFEGÃ NÃO TE CALES, DEVEMOS TODOS MOSTRAR QUEM SOMOS:




TODOS TEMOS DE TER UMA VIDA PRÓPRIA E NÃO VIVER ATRÁS DE UM “PLANO”.



TU MERECES SORRIR E DEIXAR QUE VEJAM O TEU SORRISO-




A VIDA NÃO É, NEM PODE SER UMA PRISÃO, TU ÉS HUMANA, LIBERTA-TE.


TENS DIREITO A TRABALHAR E DAR A CARA ENQUANTO O FAZES.



TENS DIREITO A SAIR À RUA PARA FAZER COMPRAS, SEM ESTARES POR BAIXO DISSO (Burca)


TIRA ESSE VÉU E MOSTRA QUE ÉS TANTO QUANTO OS HOMENS.
CONTA CONNOSCO.
OS DIREITOS DAS MULHERES AFEGÃS, VAMOS APOIAR!...


Enviado por Lurdes Lúcio

LER CONSIGO – 2011

No dia 5 de Abril, a Turma D do 12.º Ano, recebeu, na aula de Português, o Dr. Manuel Coutinho, Director da Escola Secundária/3 de S. Pedro, que nos apresentou um artigo de opinião de Tiago Mesquita, publicado na edição online de 2 de Março de 2011 do jornal Expresso.
O texto, sugestivamente intitulado “Uma ‘geração à rasca’ e outras a ‘ganir’!”, despertou grande curiosidade nos alunos que, entusiasticamente, discutiram ideias e emitiram opiniões sobre a situação dum país todo “à rasca”.
Eis alguns excertos reveladores do balanço que a Turma faz desta actividade: “Apreciei imenso a aula pois deu origem a um debate intenso de ideias entre alunos e professores”; “O Director da Escola S. Pedro trouxe-nos um tema actual e que suscita controvérsia”; “Boa iniciativa, bom projecto para discutir novas ideias”; Foi muito bom tomar conhecimento dos vários pontos de vista dos meus colegas e do professor Manuel Coutinho que, pela sua experiência de vida, nos alertou para determinados obstáculos e para os erros que a sua geração cometeu e que se reflectem na actualidade”; “A actividade ‘Ler Consigo’ foi portadora de uma certa magia”.



O Professor,
Joaquim Almeida

terça-feira, 17 de maio de 2011

A. M. PIRES CABRAL vence o GRANDE PRÉMIO DE CONTO “CAMILO CASTELO BRANCO”

Os nossos parbéns por mais um prémio! ( foto: João Costa - 2010)


COMUNICADO DE IMPRENSA


A. M. PIRES CABRAL vence o GRANDE PRÉMIO DE CONTO “CAMILO CASTELO BRANCO”C. M. DE VILA NOVA DE FAMALICÃO/APE


Um júri constituído por Afonso Cruz, José António Gomes e Serafina Martins, com a coordenação de Fernando Miguel Bernardes, reunidos na Sede da APE, decidiu por unanimidade, atribuir o prémio ao livro “O Porco de Erimanto“, de A. M. Pires de Cabral (Cotovia).


“O júri valorizou a arquitectura dos enredos, a capacidade de jogar com a perspectiva do narrador, a diversidade dos registos linguísticos (do erudito ao mais coloquial e até ao escatológico) e o trabalho de apuro estilístico do texto. A exploração do absurdo e o sentido de humor constituem dois outros traços marcantes de uma colectânea que se distingue pela sua unidade e equilíbrio internos e pela cultura literária evidenciada pelo Autor.”(Fundamentação do júri)


O Prémio, instituído pela Associação Portuguesa de Escritores com o patrocínio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão é relativo ao ano de 2010 e o seu valor é de 7.500 euros. Anteriormente distinguidos com o galardão foram os escritores Mário de Carvalho, Teresa Veiga, Maria Isabel Barreno, Maria Velho da Costa, Maria Judite de Carvalho, Miguel Miranda, Luísa Costa Gomes, José Jorge Letria, José Eduardo Agualusa, José Viale Moutinho, António Mega Ferreira, Teolinda Gersão, Urbano Tavares Rodrigues, Manuel Jorge Marmelo, Paulo Kellerman, Gonçalo M. Tavares, Ondjaki, Teresa Veiga, pela 2.ª vez e Afonso Cruz. A cerimónia de entrega do prémio será oportunamente divulgada.


Fonte: APE

Projecto Comenius - Traditions Round United Europe (TRUE)

No âmbito do Projecto Comenius - Traditions Round United Europe (TRUE) - Parcerias Multilaterais, a Escola Secundária Camilo Castelo Branco teve a honra de organizar, entre os dias 3 e 6 de Maio, o 7º e último Encontro das delegações participantes: Portugal, Espanha, Grécia, Itália, Turquia, Letónia e Polónia.
Esta iniciativa representou o culminar de três anos de trabalho que possibilitou a prossecução dos objectivos nucleares do programa, promovendo, por um lado, o conhecimento da unidade/diversidade do património cultural europeu e incentivando, por outro, o desenvolvimento do espírito de cidadania e tolerância face à diversidade cultural.




Recepção dos parceiros europeus pelos professores e alunos da escola.


Assim, no dia 3 de Maio, o dia inaugural das actividades, as diferentes delegações foram recebidas na nossa Escola pelos professores e alunos dinamizadores do Projecto, pelo Subdirector, Dr. José Luís Ventura, pelo Presidente do Conselho Geral, Dr. Vítor Lousada, e ainda pelas entidades convidadas, numa cerimónia de boas-vindas onde os convivas foram brindados com uma actuação musical da turma do Ensino Articulado da Escola (7ºA), tendo-se seguido uma calorosa troca de presentes. Posteriormente, o grupo assistiu a uma exibição de artesanato local que contou com a simpática presença de uma tecedeira de linho de Agarez e de um latoeiro que, in loco, presentearam toda a comunidade escolar com as suas artes. Depois de um retemperador “coffee-break”, seguido de uma visita guiada às instalações da nossa Escola, os parceiros foram recebidos oficialmente no Salão Nobre da Câmara Municipal de Vila Real, pelo Presidente, Dr. Manuel Martins, pela Vereadora do Pelouro da Cultura, Dra. Dolores Monteiro, e pela responsável pelas Relações Internacionais, Dra. Cláudia Rodrigues Araújo. Esta recepção, que contou com a actuação do Grupo de Cantares Aleu, decorreu num ambiente de agradável intercâmbio cultural marcado pela boa disposição e simpatia de todos quantos nela participaram. Após um delicioso almoço, servido na cantina da Escola, os participantes do Encontro fizeram uma visita ao Museu da Vila Velha e realizaram um roteiro histórico-cultural pela cidade de Vila Real, contando com a presença do seu director, Dr. João Silva. Este primeiro dia, que constituiu um momento de verdadeira promoção da nossa cidade e da cultura da nossa região, terminou com uma visita ao incontornável Museu Etnográfico da cidade.


Actuação dos alunos do 7ºA na recepção oficial.



O estômago também foi consolado!




Demonstração de artesanato regional.



No dia seguinte, Quarta-Feira, depois da habitual sessão de trabalho comum a todos os encontros, as delegações deixaram-se encantar pela beleza do Palácio de Mateus, para depois almoçarem em S. Leonardo de Galafura, extasiando-se com a beleza da paisagem onde, como muito bem recordou o Dr. Manuel Martins, “a natureza se excedeu”, no dizer do saudoso Miguel Torga. Não poderia ter faltado, neste programa, uma prova de vinhos que teve lugar na Quinta do Vallado, seguindo-se um memorável cruzeiro no rio Douro, da Régua ao Pinhão.




Grupo Comenius no Palácio de Mateus.



A sempre inconfundível paisagem de S. Leonardo de Galafura.


Na Quinta-Feira, dia 5, as delegações viajaram até Guimarães, capital europeia da cultura 2012, numa visita aos monumentos da Colina Sagrada - o Castelo de Guimarães, a Capela de S. Miguel e o Paço dos Duques de Bragança. Depois de um delicioso repasto num restaurante local, no centro histórico da cidade, os convivas visitaram o centro histórico da cidade de Braga, que culminou num passeio com vista panorâmica sobre a cidade dos Arcebispos no Bom Jesus, pretexto para um alegre e merecido momento de descanso.


Equipa Comenius da escola no Bom Jesus de Braga.





Seleção espano-polaca em Braga.


No último dia, Sexta-Feira, dia 6, as delegações efectuaram um circuito ao Parque Natural do Alvão- com inevitável paragem em Lamas d’Ôlo e nas Fisgas de Ermelo - guiado pelo simpático Engº. Henrique Pereira, saboreando, no final da manhã, um merecido almoço volante no Parque Corgo. A tarde livre na cidade precedeu uma deliciosa e inesquecível mostra gastronómica, num Hotel da Cidade, que foi abrilhantada pela actuação do Grupo Cantaréu, contando com a presença da Directora da Escola, Dra. Fátima Duro, bem como das famílias de acolhimento dos alunos das delegações estrangeiras.
Em forma de balanço, podemos afirmar que os objectivos previamente traçados para o Encontro Final foram amplamente conseguidos, na medida em que favoreceu a abertura da Escola à comunidade envolvente e à comunidade exterior, promovendo a partilha de experiências entre comunidades escolares diversas. O sucesso desta iniciativa ficou bem patente na forma como os parceiros louvaram a beleza peculiar da nossa região e agradeceram a elevada simpatia e hospitalidade do povo português.
Uma última nota de agradecimento às entidades e personalidades envolvidas – Escola Secundária Camilo Castelo Branco, Câmara Municipal de Vila Real, Parque Natural do Alvão, Museu da Vila Velha e Etnográfico, Quinta do Vallado, Conservatório Regional de Música de Vila Real, artesãos, Grupo de Cantares Aleu e Grupo Etnográfico Cantaréu e às famílias de acolhimento – sem as quais o sucesso da iniciativa não teria sido possível.



Por
Equipa Comenius

Fotografia: Elsa Florindo, Carla Machado, João Costa e Biaggio

Bulling– Sessão dinamizada pela prof. Maria Conceição

Sexta- Feira, 4 de Março de 2011
Liceu Camilo Castelo Branco


Querido diário,
Hoje, 6ª Feira, ao último tempo da tarde, durante a aula de Inglês, recebemos outra visita importante.
A Dr.ª Maria Conceição Dias, mãe do Carlos , veio-nos speakar sobre buling.
Começou por nos mostrar um PowerPoint em inglês sobre acontecimentos e estados das pessoas, a quem isso acontece .
Aprendemos que o buling pode afectar a vida de um adolescente ou criança, que é solitária e gozada todos os dias pelos colegas.
Depois explicou-nos o que fazer quando nos encontramos ou alguém próximo se encontra numa situação dessas.
A seguir cantámos uma canção em Karaoke de uma rapariga que é alvo disso, e vimos um pequeno vídeo a acompanhar.
Foi uma tarde culta e ao mesmo tempo triste por sabermos que há coisas tão más na vida!
Esperamos por mais!!! Até para o ano!!!

Beijos e abraços!!!
Os teus amigos do 7ºA